Sobre

Formada em 2006 em Brasília, berço de algumas das principais bandas do rock nacional, o Trampa é formado por André Noblat (vocal), Pedrinho Cardoso (baixo), Rafael Maranhão (guitarra), Arnoldo Ravizzini (bateria) e Rodrigo Vegetal (guitarra). Entre suas influências, podemos citar principalmente alguns subgêneros do Rock, tais como Grunge, Pós-Grunge, Indie, Punk e Stoner Rock.

O grupo fez seu primeiro show ainda em 2006. Em 2007, apresentou ao público um EP auto-intitulado. No ano seguinte, lançou seu primeiro CD chamado “Te presenteio com a fúria” em show que lotou a sala Villa-Lobos do Teatro Nacional de Brasília tocando junto com Orquestra Sinfônica. Esse show originou o DVD “Trampa Sinfônica” que foi divulgado em diversas capitais do país. Em 2012, a banda entrou em estúdio novamente para gravar seu segundo disco, “Causa e Efeito”, que foi lançado em 2013. E, para coroar sua nova formação, lançou em 2016 o CD “¡Viva la Evolución!”, seu terceiro disco de estúdio.

O Trampa, desde a definição de seu repertório no final de 2006, tem experimentado uma grande ascensão no cenário do rock independente brasiliense. Sempre associado a grandes shows e marcando presença freqüentemente em festivais por todo o Distrito Federal e território brasileiro, mostra-se uma das grandes promessas do Rock Brasileiro.

Em seu currículo contamos com diversos shows em mais de 40 cidades localizadas em todas as regiões do Brasil, em Austin, Texas (EUA) e Toronto, Ontário (Canadá) ; participações em grandes Festivais como SXSW, Canada Indie Week, DoSol, Porão do Rock, Grito Rock, Virada Cultural de SP, Rolla Pedra, Tendencies Rock Festival, Festival de Inverno de Garanhuns, entre outros; algumas turnês e shows com grandes bandas brasileiras e internacionais como Riders on the Storm, Cavalera Conspiracy, Matanza, Raimundos, Planet Hemp, Nação Zumbi, Red Fang, Velhas Virgens, Far From Alaska, Scalene e outras.

Homenagens a mestres da MPB como Caetano Veloso e Gilberto Gil, a grandes bandas de Rock Internacional e Nacional – principalmente de rock brasiliense – sempre fazem parte dos shows, mas o que se destaca mesmo é o repertório autoral de canções que ao mesmo tempo são alegres e agressivas, animadas e ritmadas, pensativas e questionadoras, sem deixarem de ser inspiradoras, já bem conhecidas pelo público brasiliense, culminando em pontos altos como nas baladas “Sujo”, “Nada além do Fim” e “Causa e Efeito”, e na efusividade visceral da versão de “Haiti” e nas tão enérgicas “Enlouquecer”, “Você”, “Fome”, “Cidade”, “Farda” e “Te Presenteio com a Fúria”.

2015 Trampa Rock © All rights reserved.